Foliculite capilar: o que é como tratar

Os cuidados com os cabelos devem ser orientados para tratar também de problemas identificados no couro cabeludo, base dos fios. Quando essa área é afetada, certamente seus fios sofrerão e isso pode ocasionar enfraquecimento e queda, levando a um processo de calvície.

Existem diversas doenças que acometem o couro cabeludo e, neste artigo, vamos tratar especificamente da Foliculite capilar, para que você possa conhecer mais sobre essa alergia e cuide adequadamente para sua prevenção, mantendo seu couro cabeludo saudável.

O que é a Foliculite capilar

A Foliculite capilar decorre de inflamação de um ou diversos folículos pilosos, que são o local de sustentação dos fios de cabelos, seja no couro cabeludo ou em qualquer parte do corpo.

Tem uma característica: são como pequenas espinhas que envolvem a região do folículo e possuem diversos tipos de causas para seu surgimento.

Tais causas podem ser diagnosticadas, considerando dois processos:

  • Inflamatórias;
  • ou infecciosas,

sendo que a primeira corresponde a uma inflamação sem a presença de um agente infeccioso.

Nesses casos, a inflamação pode ser decorrente de alterações na imunidade ou mesmo surgem sem uma definição clara de sua origem, por não estar relacionadas à presença de microrganismos, contaminando o local.

Na foliculite infecciosa, o agente causador se encontra presente e esse tipo pode ser originário de uma bactéria, fungo ou mesmo de um processo viral.

A Foliculite capilar se apresenta como uma espinha, podendo ocasionar cascas no local e até mesmo pequenas feridas, e provocam a queda de cabelos, podendo evoluir para uma calvície prematura.

Tipos de Foliculite capilar

A Foliculite capilar pode ter causa de origem infecciosa ou inflamatória e apresenta sob diversos tipos que vamos ver a seguir, destacando os alguns tipos principais:

  • Bacteriana, tem origem em uma exposição a bactéria Staphylococcus aureus, que se localiza na superfície do couro cabeludo e no restante da pele que recobre o corpo, e pode infectar quando de alguma lesão na região onde está localizada;

Destaque para a forma causada por bactérias presentes em banheiras e piscinas não higienizadas de forma adequada;

  • Sicose que produz nódulos e abcessos profundos e ulcerações na pele. Doenças que têm ação mais profunda no couro cabeludo;
  • Furúnculo que fica localizado ao redor do fio. Nesse caso, ocorre acúmulo de pus no local;
  • Carbúnculo que causa ínguas e febre.

Existem muitos outros tipos que devem ser avaliados e tratados de maneira adequada.

Fatores de risco

Alguns fatores de risco desse tipo de doença são:

  • Diabetes;
  • Infecção por HIV/AIDS;
  • Obesidade;
  • Uso de roupas que podem reter o calor;
  • Exposição constante à água quente;
  • Alterações hormonais.

E suas causas, para agentes identificados, podem ser atribuídas principalmente a:

  • Coçar o couro cabeludo com habitualidade;
  • Ferir a cabeça com a unha;
  • Manter o hábito de raspar a cabeça;
  • Usar chapéu ou gorros e similares, muito apertados, com frequência.

Prevenção e tratamentos para a Foliculite capilar

A prevenção da Foliculite capilar deve levar em consideração alguns cuidados quanto aos hábitos de higiene e formas de contato com as lesões e podemos relacionar os seguintes cuidados:

  • Nunca deixe o suor permanecer no couro cabeludo, lave bem a região;
  • Evite usar cremes e óleos na região próxima a raiz dos fios;
  • Utilize um xampu com pH correto;
  • Não prenda o cabelo com muita força;
  • Evite coçar as feridas;
  • Não compartilhe seu pente ou toalhas;
  • Ateste que locais públicos como spas, piscinas e outros estejam adequadamente limpos e tratados.

Para realizar o tratamento da Foliculite capilar é necessária identificação dos motivos que geraram a doença e posteriormente efetuar o tratamento mais adequado possível, sempre de acordo com a orientação de médico especialista.

Entre as maneiras de combater essa doença podem ser relacionados os seguintes procedimentos, que estarão relacionados à identificação das causas:

  • Fortalecer a imunidade do paciente;
  • Para casos específicos, será preciso usar antibióticos e anti-inflamatórios;
  • Medicações específicas que combatam fungos ou existência de vírus;
  • Corticoides e outros similares;
  • Outros tratamentos e métodos aplicáveis ao quadro identificado.

Conclusão: como superar foliculite capilar

A Foliculite capilar provoca grandes preocupações e incômodo para as pessoas afetadas, sejam mulheres ou homens. É aconselhável procurar auxílio médico aos primeiros sinais de seu aparecimento.

Cuidar bem do couro cabeludo e observe com cuidado as condições dessa região. Essas são preocupações que devem ser adotadas no seu cotidiano.

Porém, como essa doença pode acelerar o processo de calvície e expor falhas no couro cabeludo é importante também contar com o auxílio de uma boa maquiagem capilar para disfarçar falhas existentes.

Para ajudar, Jet Hair é a opção correta, pois é um produto de qualidade e autorizado pela Anvisa com excelente cobertura.

Aproveite e deixe sua opinião sobre esse artigo e se você já passou por foliculite capilar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Busca

Recentes

Arquivos


Close