Sergio Guizé faz transplante capilar: saiba detalhes

Nos últimos dias, o ator e cantor Sérgio Guizé compartilhou com o público a sua experiência com o transplante capilar, revelando-se extremamente satisfeito. E, de fato, transplante capilar é um dos procedimentos mais indicados para aqueles que sofrem de calvície e demais falhas e problemas capilares.

Neste artigo, traremos os detalhes mais importantes sobre Sergio Guizé faz transplante capilar, tais como:

  • o tipo de procedimento adotado;
  • a opinião do artista;
  • indicações;
  • contraindicações, entre outros.

Boa leitura!

Histórico da queda de fios do artista

Sérgio Guizé, que sempre gostou dos cabelos mais volumosos, notou que seus fios começaram a cair a partir de seus 18 anos de idade. O artista, que hoje está com 40 anos, conta que sua família já apresentava histórico de calvície – tanto masculina como feminina. Portanto, a queda dos fios não foi uma surpresa para ele.

Desde então, adotou procedimentos e medicamentos para retardar a perda de cabelo. Segundo Sérgio, essa busca foi por uma questão pessoal. Ele desejava aumento de sua autoestima, uma vez que sempre teve preferência por cabelos estilizados, despojados e com topete.

Há cerca de cinco anos, iniciou um tratamento regular, com microagulhamento. Esse procedimento era realizado semanalmente – consiste na liberação de fatores de crescimento, capazes de estimular o crescimento dos fios na região.

E conta que, com o tempo, resolveu submeter-se ao transplante, visando a resolução definitiva de seu problema capilar.

Tipos de transplante capilar

Para compreender o procedimento envolvendo o ator, devemos entender os tipos de transplante capilar. Atualmente, são dois:

  • Técnica FUT: “Follicular Unit Transplantantion” (Em português, “transplante de unidade folicular”). É realizada com cortes no local doador (geralmente a nuca), para que seja retirada uma camada de tecidos (pele e folículos) a ser transplantada. É realizada com anestesia local. Em alguns casos, pode deixar cicatrizes aparentes. Sessões curtas tendem a durar aproximadamente 4 horas, mas podem levar até 8;
  • Técnica FUE: “Follicular Unit Extraction” (Em português, “extração de unidade folicular”). Nessa técnica, não são realizados cortes com bisturi, pois os fios são retirados, um a um, e depois transplantados. É um procedimento praticamente indolor – a depender da sensibilidade de cada um; relativamente rápido e não promove cicatrizes. Geralmente é realizada no decorrer de dois dias.

Dentre essas duas técnicas, você já sabe qual tipo de transplante capilar faz Sérgio Guizé? Confira abaixo.

Transplante Capilar: Sérgio Guizé faz a escolha por procedimento manual

Segundo relato em live no canal do médico responsável pelo procedimento, Dr. Antonio Ruston, o artista optou pela técnica FUE. Embora já viesse realizando tratamento contínuo com microagulhamento, tal procedimento não resolvia as falhas da calvície de modo absoluto.

A escolha foi realizada, conforme afirma Sérgio, pela praticidade. Durante o papo, o artista revelou que teria, inclusive, realizado antes, caso soubesse que seria tão simples.

Mais informações sobre a Técnica FUE

São realizadas pré-cirurgias, nas quais o paciente é introduzido ao procedimento, às suas etapas e cuidados posteriores.

Ainda segundo o Dr. Antonio Ruston, durante os seis primeiros meses após a cirurgia, podem ser observados os resultados intermediários. Segundo o médico, com o tempo, é possível a obtenção de mais volume e densidade dos fios.

Nesse sentido, o resultado pode ser observado em até um ano após a realização do transplante.

Embora os fios transplantados estejam fixados permanentemente em seu couro cabeludo, os demais, que apresentarem tendência à queda, por conta da calvície, continuarão a ser atingidos. Portanto, cuidado é recomendado.

Desse modo, fica visível a importância da continuidade do tratamento com medicações capazes de controlar os efeitos da calvície e retardar a queda dos fios, como Minoxidil e Finasterida – sempre conforme orientação médica, para os melhores efeitos, conforme seu caso.

Transplante capilar: indicações e contraindicações

Para saber se transplante capilar é adequado ao seu caso, é recomendável uma avaliação médica.

Em linhas gerais, normalmente, os pacientes eletivos à cirurgia apresentam as seguintes características:

  • Quadros estabilizados de calvície;
  • Já realizou outros procedimentos, sem sucesso;
  • Recebeu diagnóstico de tricotilomania com prognóstico estável;
  • Perda de fios ocorrida de causas não hormonais.

Outro detalhe importante sobre Sérgio Guizé faz transplante capilar é o seguinte: esse procedimento só pode ser realizado caso existam fios a ser transplantados.

Vale lembrar que fios de outras partes do corpo também podem ser utilizados no procedimento.

Já a utilização dos fios de outra pessoa não é aplicável, uma vez que pode ocorrer incompatibilidade biológica entre doador e receptor.

Conclusão sobre Sérgio Guizé faz transplante capilar

Neste artigo, abordamos as principais informações acerca de Sérgio Guizé faz transplante capilar. Como alternativa a esses procedimentos mais complexos, Jet Hair – Maquiagem Capilar revela-se uma excelente escolha entre quem busca esconder rarefações e pequenas falhas nos cabelos.

À base de queratina, proteína responsável pelo crescimento dos fios, é de rápida e fácil aplicação, dá volume e densidade aos cabelos, de modo bastante natural. Esperamos que tenham gostado de nosso artigo “Sérgio Guizé faz transplante capilar: saiba detalhes”. Não se esqueça de nos deixar seu comentário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Busca

Recentes

Arquivos


Close